Encontre-nos no G+
Concursos VDA
Vida de Aquarista
Publicidade
Os membros mais ativos do mês

Últimos assuntos
» Substrato Areia Black Blue
por Uátyla 23/7/2018, 14:45

» Utilização Zeolita
por Uátyla 18/7/2018, 17:20

» Duvida sobre montagem de Aquário
por Uátyla 2/7/2018, 01:09

» Vamos trocar idéias !!
por Uátyla 25/5/2018, 22:11

» Ajuda, ovas no aqua!!
por Uátyla 15/3/2018, 21:42

» Novo Projeto
por Altair 15/1/2018, 15:43

» Posso colocar camarão em aquário plantado?
por Uátyla 9/1/2018, 10:25

» Simplesmente incrível
por Altair 15/11/2017, 16:09

» Ficha técnica do Neon.
por Altair 4/10/2017, 16:25

» Misteriosa criatura marinha dá à costa após furacão Harvey
por Altair 14/9/2017, 15:25

» Olha galera que legal um aquário piano!
por Altair 1/9/2017, 15:33

» 480 L Ciclídeos Africanos
por Uátyla 11/8/2017, 00:05

» Já imaginou um lago de carpas na sala de estar?
por Altair 9/8/2017, 15:42

» Olha que legal galera!
por Altair 29/7/2017, 17:25

» Comedor de algas chinês (Gyrinocheilus aymonieri)
por Uátyla 20/7/2017, 23:07

Destaque do mês!


Carregando avatar...



Posts:

Membro desde:


Mensagem para o membro:
Parabéns caro membro por está sempre ativo em nosso fórum, você é a prova de que todo o esforço tem resultado. Obrigado por nos ajudar.
Revista Meus Peixes

Desenvolvimento das larvas de Betta splendens

Ir em baixo

Em Curso Desenvolvimento das larvas de Betta splendens

Mensagem por Uátyla em 20/9/2013, 01:04

A fase de desenvolvimento das larvas de Betta splendens em cativeiro é a mais desafiadora de todas. As coisas acontecem muito rapidamente e você precisa estar preparado(a) para atender as necessidades básicas das larvas ao tempo certo: equilíbrio constante de temperatura e pH da água, limpeza e renovação da água (vide: Manejo básico do Betta splendens), alimentação com alimentos vivos, betteiras em abundância para os machos e tanques coletivos de crescimento para as fêmeas (jovens).

Não se assuste! É trabalhoso, mas o resultado é absolutamente gratificante.

Recapitulando o que dissemos no tópico Reprodução de Betta splendens em cativeiro, aproximadamente após 48 horas da postura dos ovos, inicia-se a eclosão dos ovos, surgem milhares de larvas no ninho-bolha, minúsculas (aproximadamente 2,5 mm).

1º dia

Parecem fiapinhos espetados no ninho, na vertical. Neste momento se alimentam das reservas contidas no saco vitelino. Você vai vê-las cair do ninho-bolha e tentar voltar sozinhas, outras cairão no chão do aquário. Estas serão pegas pelo macho, na boca, e colocadas novamente no ninho-bolha. Ele continuará fazendo isto por 48 horas aproximadamente, daí o macho deverá ser retirado do aquário (final da tarde) e as larvas de Betta splendens ficarão totalmente dependentes da sua atenção e esforço para mantê-las alimentadas e saudáveis.

3º dia

Pela manhã, as larvas precisam começar a se alimentar. Uma boa opção é verme-do-vinagre, alternando com microvermes a tarde, e a noite, voltando a oferecer verme-do-vinagre. Outras opções: paramécias, rotíferos ou infusórios.

Siga este roteiro de oferta de alimentos, adaptando-o para a sua realidade, usando aquilo que você cultiva e pode oferecer às larvas e um pouco mais adiante aos juvenis:



É bom começar a aerar a água levemente para quebrar a tensão superficial da água. O labirinto das larvas ainda não está totalmente formado, isto só vai acontecer por volta do vigésimo quinto/trigésimo dia de vida da larva, mas elas sobem à superfície da água, mesmo sem fazer troca de gases.

Você vai observar que as larvas já assumem o nado horizontal, com movimentos erráticos e rápidos pelo aquário.

Concomitantemente e até o final do processo, inicia-se o processo de trocas parciais de água, pelo menos, 2 vezes por semana.

Muito lentamente vá aumentando a coluna d'água do aquário, de forma a chegar por volta da 8ª semana com a coluna d'água em seu nível máximo, dentro do aquário de cria e desenvolvimento.

Neste ponto é aconselhável começar a introduzir alimentação industrializada, triturada na forma de farelo, até que o peixe cresça o suficiente para aceitar o granulo inteiro.

Também, é hora de pensar em transferir os peixes para um ambiente maior. Introduzir um filtro interno ou externo que agite o menos possível a água e tenha proteções para que os peixes não sejam sugados.

Em todo o processo há de se tomar muito cuidado com relação a super-alimentação, que deve ser evitada, limpeza da água, estabilidade do pH e da temperatura.

Na medida em que já seja possível distingüir os machos dentro do seu plantel, já vá separando-os em betteiras ou enjarrando-os, como se costuma dizer (pets de refrigerantes são uma opção barata).

Tabela de Crescimento dos Alevinos



Já é possível começar a seleção dos melhores espécimes para melhoria genética do seu plantel e começar a distribuir os filhotes no mercado ou entre amigos.

Fonte: Bettas Brasil


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Poste seu Setup[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





avatar
Uátyla
Idealizador
Idealizador

Mensagens Mensagens : 3092
Pontos Pontos : 4903
Reputação Reputação : 189
Data de inscrição Data de inscrição : 24/03/2013
Idade Idade : 27
Localização Localização : São Paulo - SP
Masculino
Alegre


http://www.vidadeaquarista.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MensagensUsuários registradosÉ o novo membro