Encontre-nos no G+
Concursos VDA
Vida de Aquarista
Publicidade
Os membros mais ativos do mês

Últimos assuntos
» O sonho de consumo de todo aquarista
por Altair 4/10/2018, 15:56

» Duvida sobre montagem de Aquário
por Altair 4/10/2018, 15:41

» Substrato Areia Black Blue
por Uátyla 23/7/2018, 14:45

» Utilização Zeolita
por Uátyla 18/7/2018, 17:20

» Vamos trocar idéias !!
por Uátyla 25/5/2018, 22:11

» Ajuda, ovas no aqua!!
por Uátyla 15/3/2018, 21:42

» Novo Projeto
por Altair 15/1/2018, 15:43

» Posso colocar camarão em aquário plantado?
por Uátyla 9/1/2018, 10:25

» Simplesmente incrível
por Altair 15/11/2017, 16:09

» Ficha técnica do Neon.
por Altair 4/10/2017, 16:25

» Misteriosa criatura marinha dá à costa após furacão Harvey
por Altair 14/9/2017, 15:25

» Olha galera que legal um aquário piano!
por Altair 1/9/2017, 15:33

» 480 L Ciclídeos Africanos
por Uátyla 11/8/2017, 00:05

» Já imaginou um lago de carpas na sala de estar?
por Altair 9/8/2017, 15:42

» Olha que legal galera!
por Altair 29/7/2017, 17:25

Destaque do mês!


Carregando avatar...



Posts:

Membro desde:


Mensagem para o membro:
Parabéns caro membro por está sempre ativo em nosso fórum, você é a prova de que todo o esforço tem resultado. Obrigado por nos ajudar.
Revista Meus Peixes

História legal!

Ir em baixo

Em Curso História legal!

Mensagem por Uátyla em 28/3/2013, 20:15

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Ok... Você passava em frente a uma loja de aquários, viu todos aqueles peixes bonitos, aqueles aquários lindos, não resistiu e comprou um aquário de 30 litros com dez neons, vinte guppies, três kinguios (peixe japonês) e uma piranha (tenso). A divulgação do aquarismo se mostra importante para isso: evitar que isso aconteça! Agora está na hora de saber o que é preciso para evitar um quadro de crueldade aos nossos amigos peixes.

Primeiro erro: não se monta um bom aquário sem estudo. Antes de montar o seu aquário você tem que saber os segredos por trás do aquarismo, o que existe além daquele cubo de vidro com água e peixes dentro. Existem muitas boas fontes de informação para consulta na Internet, em livros. “O mundo está aí, basta agora lê-lo”, já dizia meu professor de Redação.

Segundo erro: a inexistência da ciclagem. E o que é a ciclagem? Todo aquário recém montado encontra-se “virgem”, sem ter o que é necessário para manter a vida dentro dele, ele ainda não é um ecossistema fértil. O que movimenta o aquário é o ciclo do nitrogênio. Entendendo o ciclo do nitrogênio: a excreção dos peixes e microorganismos aquáticos é feita, majoritariamente, com liberação de amônia. A amônia (NH3) é um composto de extrema toxicidade para os peixes, podendo matá-los em algumas horas por intoxicação e/ou asfixia. Essa amônia é decomposta, na natureza, por bactérias do gênero Nitrossomonas, que metabolizam a amônia e liberam nitrito, um composto igualmente tóxico aos peixes, porém que permite aos peixes uma sobrevida um pouco maior, quando em ambientes com alta concentração de nitrito. Bactérias do gênero Nitrobactéria decompõem o nitrito em nitrato, composto menos tóxico aos peixes, mas que, ainda assim, mata os peixes se estiverem em concentrações muito altas. O nitrato é muito apreciado na nutrição vegetal e o que não é aproveitado pelas plantas é eliminado nas TPAs (Trocas Parciais de Água). Fecha-se, assim, o ciclo do nitrogênio no aquário.

Certo, e o que isso tem a ver com a ciclagem? A ciclagem é justamente o período em que essas bactérias (chamadas genericamente de bactérias nitrificantes) se instalam no aquário. Elas vêm junto com o vapor de água do ar que entra em contato com a água do aquário. Lentamente essas bactérias vão se fixando e se reproduzindo, formando colônias. Sem essas bactérias, o ciclo do nitrogênio não tem como se completar, acumulando amônia na água, o que leva à morte da maioria dos habitantes do aquário. Isso explica por que aquários montados “nas coxas” apresentam alto índice de baixas nos primeiros dias. O tempo de ciclagem é variável, devido a uma série de fatores externos. Geralmente dura em torno de 30 dias. Para saber se o aquário está ou não ciclado, faz-se um acompanhamento com testes de amônia, nitrito e nitrato. Quando esses valores mantiverem-se estáveis em níveis muito baixos (abaixo de 0,25PPM), podemos dizer que o aquário está ciclado. Apesar disso, nunca coloque os peixes antes de 20 dias de ciclagem. Durante a ciclagem evite fazer trocas de água muito grandes, não mais de 20% do volume de água do aquário semanalmente. Nesse período tudo está no aquário, com exceção dos peixes, que só são colocados depois da ciclagem (ou maturação) do aquário. Plantas, filtro, iluminação, substrato, decoração, troncos, pedras, termostato, bomba... Tudo funciona normalmente neste período. A melhor temperatura para a ciclagem é de 30 a 32ºC.

Terceiro erro: a fauna completamente incompatível e a superpopoluação. Na hora de escolher os futuros habitantes do seu aquário, você tem que levar em consideração alguns fatores: pH, dureza, tamanho, atividade, agressividade, hábitos alimentares, temperatura, sociabilidade. Todos os peixes do aquário devem ser escolhidos dentro da mesma faixa de pH, dureza e temperatura. Aí entra uma cuidadosa pesquisa para selecionar as espécies de peixes que queremos. Vamos avaliar o caso da nossa cobaia. Sua fauna é constituída por:
Neons – pH (5,6 a 6,6); dureza (2GH); temperatura (26ºC).
Guppies – pH (7,4 a 7,6); dureza (4GH); temperatura (26ºC)
Kinguio (peixe japonês) – pH (7,6); dureza (2GH); temperatura (19ºC)
Piranha – pH (6,6); dureza (2GH); temperatura (25ºC).
Se edesejamos ter um aquário de água ácida (pH menor que 7), ele poderá, TEORICAMENTE, manter os neons e a piranha. Se ele quiser um aquário de água alcalina (pH maior que 7), ele poderá manter ou os guppies, ou os kinguios (não estamos levando em consideração volume do aquário, hábitos alimentares, atividade, agressividade ainda, apenas os parâmetros da água). Ok, é óbvio que a piranha vai comer esses neons, alguém tem alguma dúvida? Por isso a importância de avaliar os hábitos alimentares. Agora ficamos com as seguintes possibilidades: dez neons em 30 litros, ou uma piranha em 30 litros, ou vinte guppies em 30 litros ou três kinguios em 30 litros. Novas inadequações: a piranha e os kinguios. Piranhas são peixes que crescem bastante, sujam muito o aquário e vivem em cardumes de pelo menos seis indivíduos (as espécies menores), o aquário para elas deve ter, no mínimo 300 litros e uma excelente filtragem. Os kinguios são peixes que, contradizendo o conhecimento popular, crescem muito e também sujam muito a água. Têm mania de bagunçar todo o aquário e comer plantas menos resistentes, um kinguio precisa de 90 litros, pelo menos, e a cada novo kinguio adicionado precisa-se de mais 40 litros (dois kinguios – 130 litros; três kinguios – 170 litros...). Para efeitos práticos, não misture kinguios com outras espécies de peixes, aquário de kinguios só tem kinguios! Isso por causa de suas peculiaridades que tornam difícil a compatibilidade com outras espécies.
Outro fator importante é avaliar a atividade, peixes muito ativos precisam de espaço para nadar, então aquários compridos são melhores. Peixes mais lentos não têm tanta exigência quando ao espaço para natação, mas precisam do espaço mínimo para viverem de acordo com suas exigências.
O grupo de neons está bom, mas o de guppies está um pouco cheio. Dez guppies seria um número mais adequado. Resolvida a questão da fauna.

Quarto erro: da nossa cobaia: um aquário precisa de alguns equipamentos. Filtro compatível com o tamanho do aquário, um termostato para evitar variações bruscas de temperatura, termômetro para acompanhar esta.

Falando da filtragem: no filtro acontecem três processos – filtragem mecânica, filtragem química e filtragem biológica. Esta última é o coração do aquário, é o que mantém o ciclo do nitrogênio descrito acima. Ela é feita por meio de mídias (materiais) que permitem uma boa fixação das colônias de bactérias nitrificantes. A mídia mais comum é a cerâmica. Quanto mais porosa for a cerâmica melhor sua eficiência, pois aumenta a superfície de contato e conseqüentemente permite que mais colônias se instalem. As duas que recomendo são as cerâmicas da Boyu e da Sera. Uma vez que as bactérias se instalem na mídia biológica, esta não deve ser lavada. Apenas mergulhada em água do próprio aquário para retirar partículas maiores. Isso evita que se percam muitas colônias bacterianas. A filtragem química é responsável pela absorção de compostos tóxicos excedentes na água, como alguns compostos nitrogenados, metais pesados, cloro, entre outros. A mídia mais utilizada é o carvão ativado, comprado em lojas especializadas de aquarismo, não vá comprar carvão de churrasco e colocar no filtro! O carvão satura em, aproximadamente, um mês, tendo que ser trocado após esse período. Tem-se substituído o carvão ativado por Purigem, um produto da Seachem, que é mais eficiente que o carvão, demora mais para saturar e tem a incrível vantagem de poder ser reutilizado por um período indeterminado de tempo. Basta mergulhar a Purigem saturada em um pouco de água com um pouco de água sanitária e deixar um dia. Após isso, coloca-se a Purigem em outro recipiente com água e adiciona-se um bom condicionador de água (ou anti-cloro, como é chamado) para neutralizar cloro, cloramina e metais pesados. Então é só colocar a Purigem de volta no filtro. A filtragem mecânica é a mais simples de ser explicada. Consiste em algum tipo de material que filtre partículas sólidas maiores. As mídias mais utilizadas são o perlon e a esponja preta de filtro, aquela filtra partículas menores e esta, partículas maiores.

Dimensionando a filtragem: a vazão total da filtragem deve ser entre 5 e 10 vezes maior que o volume de água do aquário. Isso quer dizer que um aquário de 100 litros deve ter filtragem entre 500 e 1000L/h, dependendo do tipo de aquário que se deseja montar (plantado, comunitário, biótopo, etc.), da quantidade e do tipo de peixes. Uma exceção é o aquário de piranhas; a filtragem deve ser entre 15 e 20 vezes maior que o volume do aquário.
Agora ao sistema de aquecimento. Peixes mais sensíveis não suportam mudanças bruscas de temperatura, como é o caso do Neon. Para controlar isso usamos um aquecedor com termostato. É simples: é um aparelho em que se regula a temperatura desejada. Quando a temperatura está abaixo daquela regulada, ele liga o aquecedor; quando ela chega à temperatura desejada, ele para o aquecimento. E assim ele controla a temperatura. Para ter mais controle, um termômetro é muito bem-vindo.
Atenção aos aquecedores sem termostato! Eles são regulados para ligarem por um período de tempo certo em intervalos periódicos de tempo. Por exemplo: liga de 3 em 3 horas durante 5 minutos. Dessa forma, muitos acidentes podem acontecer, principalmente com casos de superaquecimento da água. Canso de ver casos em que a água chega a 50ºC por causa desse sistema rudimentar. Não compre aquecedores sem termostato!

Quinto erro: cadê os testes para monitorar a qualidade da água??? Os testes são extremamente importantes para que se tenha um bom controle do que se passa no seu ecossistema. Testes indispensáveis: pH, amônia, nitrito, nitrato, GH (dureza) e cloro. Os testes de amônia, nitrito e nitrato são importantes para saber quando seu aquário ciclou e depois para controle semanal. O pH deve ser feito regularmente para saber se não está havendo uma variação desse fator. Deve ser feito bastante nos primeiros dias do aquário, enquanto ele ainda não está estabilizado. A dureza é importantíssima para o bem estar dos peixes, podendo, em casos extremos, causar anomalias, como deformidades no corpo por causa do choque osmótico. O cloro é importante nas TPAs, para saber se a concentração de cloro não continua alta e para ter certeza de que a água nova pode ser colocada no aquário.

Sexto erro: estou louco para saber como esses peixes vão comer (a não ser a piranha, que comeRIA os outros peixes, mas não vai, por que não foi introduzida no aquário Very Happy ). A alimentação dos peixes é muito importante para a manutenção da boa saúde deles. Uma dieta variada e de qualidade é necessária. Deve-se buscar alimentos que ofereçam ao seu peixe todos os nutrientes em proporções balanceadas. Peixes de hábitos carnívoros precisam de rações com maior teor de proteína. Peixes de hábitos herbívoros apreciam mais ração vegetal, como Spirullina.
Atenção!!! Não superalimente os seus peixes. O peixe que é bem alimentado não é necessariamente gordo. O peixe tem que estar leve para poder nadar bem pelo aquário, sem grandes dificuldades. Peixes bem alimentados são ativos (salvo peixes que são sedentários por natureza). NUNCA, NUNCA, NUNCA deixe sobrar comida no aquário! Essa comida é rapidamente decomposta e polui a água com compostos nitrogenados entre outros compostos tóxicos, matando os peixes! Modo correto de colocar comida aos peixes: coloque uma pequena quantidade de comida, suficiente para que seja consumida em, no máximo, 10 segundos. Depois coloque mais um pouco dessa mesma quantidade. Repita esse procedimento até que os peixes não busquem mais a comida com tanta voracidade. Não se preocupe... Seus peixes não morrerão de fome por receberem “pouca” comida. Para facilitar a dosagem: imagine o tamanho do estômago de um guppy, de um neon... Acho que ele enche rápido, hein!

Corrigidos todos os erros, um último tópico que não foi bem tratado:

Manutenção: a manutenção do aquário não é bem o que se chama de limpeza do aquário. Aquela velha limpeza, com boas escovadas nos enfeites, lavada na areia, tendo até que retirar os peixes do aquário, é uma sentença de morte ao ecossistema. Isso acaba com as colônias de bactérias, além de causar um stress completamente desnecessário e muitas vezes letal aos peixes. Aqui vai a lista da manutenção necessária ao aquário:

- TPA: troca-se
, aproximadamente, 30% de água semanalmente ou quinzenalmente, dependendo das necessidades do seu aquário. A nova água deve ser tratada com um bom condicionador de água (recomendo o Prime e o AquaSafe), que neutraliza cloro, cloramina e aglutina metais pesados e deve ter parâmetros (pH, temperatura e dureza) próximos aos do aquário, para não causar nenhum choque.

- Sifonagem:
sifonar é preciso! Esse processo é feito com um aparelhinho que revira a areia e separa a sujeira que se deposita nesta. Aqui um vídeo da sifonagem, feita com um aparelho caseiro, montado com uma garrafa e mangueira, certamente não é muito eficiente, prefira o aparelho pronto de marca, encontrado com muita facilidade em lojas de aquarismo.

- Limpeza dos vidros com limpador magnético: no vidro é perfeitamente normal a formação de algas, desde que não seja exageradamente. Para isso, sempre que achar necessário passe o limpador magnético no vidro. O limpador magnético é um conjunto de imãs. Um fica dentro do aquário e outro fora. Quando mexemos o imã de fora, ele leva junto o de dentro, limpando, com sua superfície especial, o vidro. O limpador magnético deve ser escolhido de acordo com o tamanho do seu aquário e coma espessura do vidro. Quando mais espesso o vidro, maior o imã e mais forte ele deve ser.
Os peixes nunca devem ser retirados do aquário, a não ser que seja por um motivo extraordinário (mudança, ou separação de um ou mais indivíduos doentes em um aquário-hospital para tratamento, por exemplo).

Esse é um bom pontapé inicial para começar no maravilhoso mundo subaquático da aquariofilia! Espero ter sido útil e didático à maioria dos iniciantes. Aos que inda têm dúvidas podem mandar-me mensagens pessoas com suas dúvidas. Busco respondê-las logo que possível!


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Poste seu Setup[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





avatar
Uátyla
Idealizador
Idealizador

Mensagens Mensagens : 3092
Pontos Pontos : 4903
Reputação Reputação : 189
Data de inscrição Data de inscrição : 24/03/2013
Idade Idade : 27
Localização Localização : São Paulo - SP
Masculino
Alegre


http://www.vidadeaquarista.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MensagensUsuários registradosÉ o novo membro